sábado, 17 de março de 2012

Recursos Coreográficos


Ao decorrer deste artigo iremos expor algumas técnicas que nos auxiliam no louvor quando não “combinado”. São os chamados Recursos coreográficos, são usados para auxilio na composição de uma coreografia e treinamento em grupos profissionais de dança, mas se compreendido poderá também ser útil em danças livres no grupo de adoração.
Passaremos então as definições de algumas delas segundo Gregório Hernández Pimenta (Formado em Educação Física pela Universidade Federal de Minas Gerais):


Contraste simultâneo: são movimentos ou seqüências de movimentos diferentes, realizados ao mesmo tempo ou um após ao outro. Por exemplo, os “dançarinos (as)” executam a elevação de um dos braços, sendo que um grupo eleva o braço esquerdo e o outro, o braço direito. Exemplo ocorre nas disputas de grupos de “street dance” (em grupos de danças seculares). 

Cânon: é seqüencial, tendo o efeito de onda. Imagine uma torcida num estádio lotado fazendo a “ola”, ou então um grupo de alunos (as) brincando de “telefone sem fio”. Esta é a idéia que nos leva a compreender melhor este recurso. Como exemplo, podemos imaginar um grupo de alunos (as) em roda ou fila, sendo que um deles (as) realiza uma movimento qualquer, seguido respectivamente pelo colega que está em uma de suas laterais e assim sucessivamente.

Antífona / Responsorial: traz a idéia de pergunta-resposta. A diferença é que na antífona um indivíduo realiza uma seqüência de movimentos, sendo respondido por um grupo de indivíduos com a mesma seqüência. No responsorial, seria um grupo sendo respondido por outro grupo. A resposta não é realizada simultaneamente, ou seja, somente quando os movimentos do indivíduo ou grupo cessam é que os indivíduos do outro grupo começaram a reproduzi-los.
Outras técnicas que temos aprendido com vários ministérios de dança em louvor e adoração que quero compartilhar com você. São elas:

“Foco”: Em grupo, um integrante sai ao encontro de olhar para um determinado ponto, chamado FOCO, o restante do grupo se desloca um a um ao mesmo ponto, em movimentos em níveis diferentes com paradas diferentes, mas com o braço estendido ao centro do ponto e o olhar fixo ao mesmo foco. .

“Corrente”: o grupo forma uma roda com as mãos dadas, e aos poucos em sequência vão se cruzando formando uma corrente.

“Foto”: movimentos em seqüência com paradas, os movimentos podem ser realizados por cada um de maneiras diferentes ou iguais, desde que a parada ocorra ao mesmo tempo por todos.

“Níveis”: Pode ser usado na coreografia ou espontâneos, o mesmo movimento em níveis diferentes. Causa um efeito lindo na adoração! O mesmo movimento de joelhos, mesmo movimento em nível médio, o mesmo movimento em nível alto. Pode ser realizado na horizontal e na vertical.

“Espelho”: Geralmente usado em duplas, um a frente do outro com o movimento liderado por um integrante da dupla. O mesmo movimento em tempos iguais.

Roberta Ribeiro Rezende 31/01/2011

Fonte: http://www.rhemagpe.com/index.php?option=com_content&view=article&id=302&Itemid=212&lang=pt



Por Stephanie Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares